Entrega digitalizada de EPIs na Vallourec & Mannesmann

20080905042612_DSC_0379O Engenheiro Ruy Venâncio, Gerente Corporativo de Segurança Ocupacional da Vallourec & Mannesmann abriu o ciclo de apresentação das Práticas Inovativas.

Ruy demonstrou, de forma ilustrativa, como é o processo de entrega digitalizada de EPIs, utilizando entrada de dados por leitores de aproximação ou de código de barras, salientando que a nova sistemática vem sendo implementada gradualmente, tendo sido disponibilizados, no primeiro momento, dois postos de distribuição, sendo um na área de Segurança do Trabalho e outro na Superintendência de Laminação.

Dentre as inúmeras vantagens da nova funcionalidade, o engenheiro destacou:

– a agilidade no atendimento aos empregados e a segurança na observância das normas que regem a gestão dos EPIs, tratados na empresa como medida complementar às ações de controle dos respectivos agentes de riscos;

– as facilidades introduzidas nas convocações para trocas antes do vencimentos, no bloqueio de acesso na portaria, em casos de vencimento do tempo de vida útil do EPI sem que tenha ocorrido o novo fornecimento;

– o registro automático do histórico de consumo para verificação da qualidade, controle de estoque, interface com o ressuprimento e previsão orçamentária;

– a geração de relatórios operacionais e gerenciais.

Indagado sobre a questão do atendimento às normas vigentes, Ruy esclareceu que “já existem ações, junto ao IBS (Instituto Brasileiro de Siderurgia) e à comissão tripartipe, caminho natural para alteração da NR-6, no sentido de que a Norma Regulamentadora evolua no conceito de gestão e controle de EPI, com a incorporação da prática de entrega digitalizada, reconhecendo o Controle Eletrônico como modalidade de registro possibilitada pela evolução da tecnologia”.