Gestão & Saúde

Por que é tão importante fazer o controle de EPI?

Os EPIs são equipamentos importantes para a segurança dos trabalhadores de uma empresa de construção civil. De acordo com a legislação, a empresa deve fornecer gratuitamente esses equipamentos, pois é a sua obrigação garantir a saúde e o bem estar de seus funcionários. Além disso, é necessário que o empregador também fiscalize a utilização desses materiais em suas dependências. Porém, o controle de EPI nem sempre é feito da maneira correta.

De maneira geral, os EPIs são todos os equipamentos de proteção individual que tem o objetivo de garantira a integridade física e a saúde dos colaboradores de uma companhia. Entre os mais comuns estão abafadores de ruídos, protetores auriculares, máscaras, luvas, capacetes, óculos, viseiras, sapatos, botas, botinas, cintos de segurança e cinturões. O treinamento para a utilização desses materiais também deve ser fornecido pela empresa.

Problemas trabalhistas

No início deste artigo afirmamos que o fornecimento dos EPIs é uma obrigação do contratante e, caso isso não ocorra, a empresa está sujeita a sanções legais – sobretudo aquelas imputadas pelas leis trabalhistas. Dessa forma, se mostrar relapso com o bem estar dos funcionários pode gerar multa, o que impactará diretamente nos rendimentos e lucratividade de uma empresa.

Um operador, por exemplo, de caminhão munck recém contratado recebe os seus materiais de segurança – entre eles o abafador de ruído –, é treinado sobre a sua utilização e encaminhado para as suas atividades. Com o passar do tempo é chamado para realizar um exame, no qual é constatado que houve perda da sua audição. O operador está ciente que recebeu o equipamento de segurança, mas também sabe que não foi feito nenhum registro disso. Diante desse quadro ele move um processo contra a empresa, que, sem ter como provar o fornecimento do EPI, pagará uma indenização.

Garantias legais

Para que a empresa não caia nessa situação é de grande importância que crie mecanismos que possam lhe resguardar de qualquer cobrança futura. Assim que o funcionário for contratado, receber o treinamento e os equipamentos de segurança, é necessário que a companhia exija que ele assine um termo garantindo o recebimento dos EPIs.

Além disso, a construtora precisa fiscalizar e exigir que seus colaboradores façam sempre o uso dos EPIs. Uma forma de tomar essas precauções é só autorizar a entrada nos canteiros de obras aqueles profissionais que estiverem usando corretamente os seus equipamentos de segurança. É uma ação preventiva que pode evitar dores de cabeça futuras.

Utilize uma ficha de controle de EPI

Entre as principais alternativas para se controlar o recebimento e o uso dos equipamentos de segurança são as fichas de controle de EPI. Sempre que o colaborador receber um EPI é necessário assinar esse documento. Assim, em caso de algum acidente de trabalho, é possível comprovar se houve alguma falha na hora de entregar o equipamento ou se o próprio profissional deixou de usar ou fez o uso errado.

É importante que a ficha de controle de EPI tenha os seguintes itens para serem preenchidos: nome da empresa e do funcionário, data de admissão e demissão, data da retirada e devolução do EPI, certificado de aprovação, tipo de equipamento de proteção individual retirado, motivo para entrega e recebimento e assinaturas do responsável pela empresa e do funcionário.

Como tem feito o controle de EPI na sua empresa? Já teve algum problema por não contar com um sistema de controle? Compartilhe nos comentários as suas ideias e opiniões!

Sobre o autor

portalglauco

Deixar comentário.

Share This